1.341 views

5 de março de 2013

↓ Pular para comentários

Intercâmbio de Trabalho na Disney – Parte I

Por Carol Guido / carol@girlswithstyle.com.br

Meus amigos falam que eu poderia escrever um livro contando minhas aventuras de viagem. Preferi escrever aqui no blog mesmo. Porque vai que ninguém ia querer publicar meu livro. Eu, com toda certeza, me sentiria muito a escória da sociedade. Aqui na internet eu não me sinto rejeitada, é só apertar um botão escrito “publish“, sem depender de ninguém gostar de mim. Que ironia.

E olha, eu nem sou tão viajada assim, tem gente que é muito mais, mas ok, resolvi contar. Vou começar pelos meus 2 meses e meio de trabalho na Disney e como eu, a garota que tinha piercing na língua, fui parar lá. Separei esse post em duas partes pra não ficar chato. Esta é a primeira (a segunda posto na semana que vem):

Eu não escolhi, eu fui
Contexto: Segundo semestre de 2005. Quarto período da faculdade de jornalismo. Aliás, minto, quarto período da faculdade de Barzinho. E eu queria lá saber de ir fazer intercâmbio na Disney? Onde se só pode usar um brinco em cada orelha, um anel em cada mão, unhas de cores discretas e blá blá blá. Não, né.
Eu nem sabia que existia isso de trabalhar lá. Muito menos que recrutavam gente de quase o mundo todo, ainda mais gente do Brasil, ainda mais universitários. Eu nunca pensei que ia querer a Disney, nunca pensei que a Disney ia me querer.
Mas eu tenho uma amiga que já é minha amiga desde os tempos do colégio que é uma pessoa direita. Eu também sou direita hoje em dia, mas quando eu era adolescente eu não era. Enfim.
Ela veio pra mim um dia com esse papo de que precisava de companhia para participar da seleção do International College Program da Disney.
— Carol, vamos comigo tentar um negócio de ir trabalhar na Disney?
— Oi?
— Hum. Tá. É um programa de intercâmbio. Work Experience, já ouviu falar?
— Já.
— Tem que ser universitário, não pode ser do primeiro nem do último período. A hora é agora.
— Ah brother, deve ser chatão. Nem quero.
— Mas vamos comigo? Por favor, tô tensa de ir sozinha. Só pra me fazer companhia.
— Ir contigo onde cara? Na Disney? hehehe
— Duh. Pra participar do processo seletivo tem que ir numa palestra.
— …
— Vamos, por favor!!! Você trocou meu aniversário por uma festa no Iate. E agora quando eu peço pra ir numa mísera palestra você não vai. Você é fogo.
[Notem que ela não fala "Você é fod*". Fofa. haha]
— Ai, tá bom.

A primeira etapa
E fui. A palestra explica tim tim por tim tim de como funciona o tal International College Program. Por mais alheia que eu estivesse àquilo tudo, comecei a me interessar. É tudo muito mágico, muito envolvente. Dá muita vontade de ir.
Fora a parte bonita da coisa, nesse encontro a gente fica sabendo que é preciso passar por três fases antes de se tornar um cast member. A primeira, que é a presença na palestra. A segunda, uma entrevista com o pessoal da STB, agência que representa a Disney no recrutamento do Brasil, e a terceira, uma entrevista com o pessoal da Disney.
O fato de já ter passado na primeira faz você se sentir um falso vitorioso. Porque afinal de contas, você não fez nada demais. Só esteve lá. Eu, por exemplo, estava de bobeira e resolvi acompanhar uma amiga. Ao mesmo tempo que deixa as coisas mais fáceis, com a sensação de já cumpri 1/3 da tarefa, então vamos em frente.
Na própria palestra a STB já marca uma data para te entrevistar. Tudo muito legal, possível e eu, a essa altura do campeonato, já comecei a pensar que não seria nada mal tirar o meu piercing e que eu ia ficar muito mais bonita sem ele.

Muito mais bonita? Que ilusão:

A segunda etapa

Pois bem, eis que fui fazer a entrevista.

A moça da STB perguntou coisas básicas, do tipo: “Porque você quer trabalhar na Disney?”, “Aponte três qualidades e três defeitos seus.”, “Porque você acha que a Disney deve te contratar?”, “Se passar nessa etapa você vai tirar os piercings, né?”.

E pronto. Saí de lá sem saber ao certo se eu tinha o perfil que eles buscavam. Também, não estava ligando muito. O que viesse, era lucro.
Em mais ou menos uma semana recebi um email de aprovação. Agora era só esperar as instruções para a próxima parte: a entrevista com a Disney.

[To be continued...]

beijos, C.

Este post foi originalmente publicado ano passado.

Tags:

0 comentarios

  • Compartilhe: